março 30, 2010

Responsabilidade socioambiental: instituto divulga ranking de empresas

Programa de reciclagem da Coca-Cola em praia do Rio de Janeiro. Empresa é a terceira no ranking das melhores, mas também aparece na vice-liderança entre as piores em responsabilidade socioambiental/Foto: Divulgação
Um ranking de empresas mais citadas pelo consumidor quando o assunto é a responsabilidade socioambiental foi divulgado pelo instituto de pesquisa de mercado e opinião Market Analysis, responsável por elaborar o estudo anual Monitor de Responsabilidade Social Corporativa, que inclui as melhores e piores organizações na avaliação das pessoas.
Pelo segundo ano consecutivo, a Petrobras se manteve na liderança da lista top 10 da responsabilidade social empresarial (para 11,9% dos consultados), enquanto a empresa de telefonia Oi amargou a primeira posição entre as piores organizações, segundo o público entrevistado (1,9%).

Já o Banco do Brasil saltou da oitava colocação ocupada em 2009 para a segunda no ranking atual de melhores empresas. Em 2010, Nike, Itaú e Ponto Frio aparecem pela primeira vez na lista das mais lembradas positivamente.
Um dado curioso é que empresas que fazem parte do ranking das melhores também são percebidas de forma crítica por outra parte da comunidade de consumidores, o que significa dizer que organizações inclusas na lista das mais bem avaliadas podem frequentar, ao mesmo tempo, a das lembradas de forma negativa.

A Petrobras, por exemplo, lidera o ranking das melhores empresas, mas aparece em quarto lugar entre as piores (0,8% dos entrevistados). O Banco do Brasil, segundo colocado na primeira lista (8,6%), vem na nona posição na segunda (0,6%). A Coca-Cola, terceira mais citada de forma positiva, é a vice-líder das “lembranças negativas”
Um dado curioso é que empresas que fazem parte do ranking das melhores também são percebidas de forma crítica por outra parte da comunidade de consumidores, o que significa dizer que organizações inclusas na lista das mais bem avaliadas podem frequentar, ao mesmo tempo, a das lembradas de forma negativa.


Ao todo, o estudo contou com as entrevistas de 810 pessoas de 18 a 69 anos, residentes nas nove principais capitais brasileiras: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Recife, Salvador, Porto Alegre, Curitiba, Goiânia e Brasília, entre dezembro de 2009 e janeiro de 2010.

Empresa chinesa fornecerá energia solar para Copa do Mundo 2010


Em um comunicado divulgado conjuntamente com a FIFA, entidade máxima do futebol mundial, a Yingli Green Energy anunciou que será a primeira empresa do setor de energias renováveis a patrocinar a Copa do Mundo da FIFA. O grupo, detentor da marca Yingli Solar, é líder no ramo de energia solar e um dos maiores fabricantes de painéis fotovoltaicos do mundo.
A Yingli é também a primeira empresa chinesa a fechar um acordo de patrocínio global com a FIFA. O torneio será realizado na África do Sul entre os dias 11 de junho e 11 de julho deste ano.
O anúncio foi feito em Pequim, no dia 3 de fevereiro, durante cerimônia simbólica de assinatura que contou com vídeos e mensagens transmitidos diretamente da sede da FIFA em Zurique. Através da aliança com a FIFA, a Yingli Green Energy busca promover mundialmente o seu programa de marketing estratégico em conjunto com a Copa do Mundo da FIFA. A companhia chinesa será responsável pela instalação de um sistema de iluminação de energia solar nos 20 estádios onde se realizarão a Copa do Mundo.
O presidente e CEO da Yingli Green Energy, Liansheng Miao, disse que é um privilégio usar o futebol para promover um meio ambiente melhor e mais verde. “A parceria é também a nossa resposta à crescente demanda global pela criação de um mundo mais verde através de fontes renováveis de energia. Temos orgulho da nossa missão e das iniciativas que estamos desenvolvendo para fazer da energia solar uma tecnologia sustentável e econômica para toda a humanidade.”, garantiu.

Condomínio em SC terá energia eólica



Um conjunto de casas em Florianópolis, em Santa Catarina, apelidado de Neo, será o primeiro condomínio do país a produzir parte da própria energia por meio de turbinas eólicas.
Serão dois aerogeradores alimentando aquecedores centrais com cerca de 5 quilowatts cada. “Com a ajuda de paineis de energia solar, a intenção é conseguir esquentar 100% da água das 24 residências”, diz o arquiteto e urbanista nascido em São Paulo, Jaques Suchodolski. Ele conta que passou dois anos pesquisando para montar o empreendimento, até escolher as turbinas adequadas e projetar todos os detalhes do condomínio.
“As turbinas não são as mais potentes do mercado”, diz ele, “mas têm forte apelo estético e forma de hélice, que evita provocar a morte de pássaros”. Caso o vento esteja forte e sobre alguma energia, ela poderá ser usada, por exemplo, para aquecer a água das piscinas ou em áreas comuns.
Outros atributos ecológicos estarão presentes no condomínio, como reaproveitamento de água da chuva e estação de tratamento de água. O projeto faz parte de um conceito para empreendimentos mobiliários chamado Next Generation.
Suchodolski não revela o investimento total do projeto, mas conta que cada turbina custou 16 mil dólares. O preço para viver em um dos apartamentos ecológicos, que só ficam prontos em 2012, vai começar nos 400 mil reais

Beija flor ou colibri


Canta, canta passarinho,
Canta, canta miudinho,
Na palma da minha mão.

Quero ver você voando,
Quero ouvir você cantando,
Quero paz no coração...

Quero ver você voando,
Quero ouvir você cantando,
Na palma da minha mão 
(Geraldo Azevedo)

Os beija-flores ou colibris são os menores pássaros do mundo. Ágeis e irrequietos em suas lindas e variadas cores, encantam a todos aqueles que observam as admiráveis coreografias que eles desenham no ar. Voando sem parar, em todas as direções, estão sempre à procura do néctar de que se alimentam e para obtê-lo introduzem seu bico longo e fino em cada flor que encontram. 
 Em geral, esses pássaros são diminutos. O menor deles é o beija-flor-abelha, encontrado em Cuba. Mede cerca de 5 centímetros de comprimento, sendo que a metade deste tamanho corresponde ao bico e à cauda, e pesam em média 6 gramas. Existem também beija-flores maiores, embora sejam exceção. O beija-flor-gigante, por exemplo, que vive na América do Sul e chega a medir 20 centímetros de comprimento.

Fonte: Saúde Animal

março 25, 2010

O Problema já começou


Quase 900 milhões sem acesso a água potável
A falta d'água já afeta o Oriente Médio, China, Índia e o norte da África. Até o ano 2050, as previsões são sombrias. A Organização Mundial da Saúde (OMS) calcula que 50 países enfrentarão crise no abastecimento de água.
China - O suprimento de água está no limite. A demanda agroindustrial e a população de 1,2 bilhão de habitantes fazem com que milhões de chineses andem quilômetros por dia para conseguir água.
Índia - Com uma população de 1 bilhão de habitantes, o governo indiano enfrenta o dilema da água constatando oesgotamento hídrico de seu principal curso-d'água, o rio Ganges.
Oriente Médio - A região inclui países como Israel, Jordânia, Arábia Saudita e Kuwait. Estudos apontam que dentro de 40 anos só haverá água doce para consumo doméstico. Atividades agrícolas e industriais terão de fazer uso de esgoto tratado.
Norte da África - Nos próximos 30 anos, a quantidade de água disponível por pessoa estará reduzida em 80%. A região abrange países situados no deserto do Saara, como Argélia e Líbia.

Motivo para guerras

A humanidade poderá presenciar no terceiro milênio uma nova modalidade de guerra: a batalha pela água. Um relatório do Banco Mundial de 1995 já anunciava que as guerras do próximo século serão motivadas pela disputa de água, diferentemente dos conflitos do século XX, marcados por questões políticas ou pela disputa do petróleo. Uma prévia do que pode ocorrer num futuro próximo aconteceu em 1967, quando o controle da água desencadeou uma guerra no Oriente Médio.
Naquele ano, os árabes fizeram obras para desviar o curso do rio Jordão e de seus afluentes. Ele é considerado o principal rio da região, nasce ao sul do Líbano e banha Israel e Jordânia. Com a nova rota, Israel perderia boa parte de sua capacidade hídrica. O governo israelense ordenou o bombardeamento da obra, acirrando ainda mais a rivalidade com os países vizinhos.

Riqueza brasileira

Quando o assunto é recursos hídricos, o Brasil é um país privilegiado. O território brasileiro detém 20% de toda a água doce superficial da Terra. A maior parte desse volume, cerca de 80%, localiza-se na Amazônia.
É naquela região desabitada que está a maior bacia fluvial do mundo, a Amazônica, com 6 milhões de quilômetros quadrados, abrangendo, além do Brasil, Bolívia, Peru, Equador e Colômbia. A segunda maior bacia hidrográfica do mundo, a Platina, também está parcialmente em território brasileiro.
Mas a nossa riqueza hídrica não se restringe às áreas superficiais: o aqüífero Botucatu/Guarani, um dos maiores do mundo, cobre uma área subterrânea de quase 1,2 milhão de quilômetros quadrados, 70% dos quais localiza-se em território brasileiro. O restante do potencial hídrico distribui-se de forma desigual pelo país. Apesar de tanta riqueza, as maiores concentrações urbanas encontram-se distantes dos grandes rios, como o São Francisco, o Paraná e o Amazonas.
Assim, dispor de grandes reservas hídricas não garante o abastecimento de água para toda a população.

Seca no Nordeste

Este é um problema que tem solução. Desviar parte da água do rio São Francisco para a região semi-árida é uma idéia antiga. Na prática, seria construída uma rede de canais para abastecer açudes dos Estados atingidos pela falta d'água, como Pernambuco, Ceará e Paraíba. Especialistas calculam que um projeto desse seria capaz de levar água a 200 municípios e 6,8 milhões de brasileiros.

* Como economizar água

Não demore muito tempo no chuveiro. Em média, um banho consome 70 litros de água em apenas 5 minutos, ou seja, 25.550 litros por ano.
Preste atenção ao consumo mensal da conta de água. Você poderá descobrir vazamentos que significam enorme desperdício de água. Faça um teste; feche todas as torneiras e os registros de casa e verifique se o hidrômetro - aparelho que mede o consumo de água - sofre alguma alteração. Se alterar, o vazamento está comprovado.
Você pode economizar 16.425 litros de água por ano ao escovar os dentes, basta molhar a escova e depois fechar a torneira. Volte a abri-la somente para enxaguar a boca e a escova.
Prefira lavar o carro com balde em lugar da mangueira. O esguicho aberto gasta aproximadamente 600 litros de água. Se você usar balde, o consumo cairá para 60 litros.
Cuidado: Nada de "varrer" quintais e calçadas com esguicho; use a vassoura!

* Curiosidades

Cada brasileiro gasta 300 litros de água por dia. Apenas metade disso seria suficiente para suprir todas as necessidades. Além disso, grande parte dos reservatórios está contaminada, principalmente em regiões mais populosas.
Na maioria dos países, é no campo que ocorre o maior consumo de água: a agricultura intensiva consome mais de quinhentos litros por pessoa ao dia. De 1900 até os nossos dias, a superfície de cultivo irrigado triplicou. Os sistemas tradicionais de irrigação aproveitam apenas 40% da água que utilizam. O resto evapora ou se perde.

Os Direitos da Água

A ONU redigiu um documento intitulado Declaração Universal dos Direitos da Água. Logo abaixo, você vai ler os seus principais tópicos:
  1. A água não é uma doação gratuita da natureza; ela tem um valor econômico: é rara e dispendiosa e pode escassear em qualquer região do mundo.
  2. A utilização da água implica respeito à lei. Sua proteção constitui uma obrigação jurídica para todo homem ou grupo social que a utiliza.
  3. O equilíbrio e o futuro de nosso planeta dependem da preservação da água e de seus ciclos. Estes devem permanecer intactos e funcionando normalmente para garantir a continuidade da vida sobre a Terra. Este equilíbrio depende da preservação dos mares e oceanos, por onde os ciclos começam.
  4. Os recursos naturais de transformação da água em água potável são lentos, frágeis e muito limitados. Assim sendo, a água deve ser manipulada com racionalidade e precaução.
  5. A água não é somente herança de nossos predecessores; ela é, sobretudo, um empréstimo a nossos sucessores. Sua proteção constitui uma necessidade vital, assim como a obrigação moral do homem para com as gerações presentes e futuras.
  6. A água faz parte do patrimônio do planeta. Cada continente, cada povo, cada nação, cada região, cada cidade, cada cidadão é plenamente responsável pela água da Terra.
  7. A água não deve ser desperdiçada, nem poluída, nem envenenada. De maneira geral, sua utilização deve ser feita com consciência para que não se chegue a uma situação de esgotamento ou de deterioração da qualidade das reservas atualmente disponíveis.
  8. A água é a seiva de nosso planeta. Ela é condição essencial de vida de todo vegetal, animal ou ser humano. Dela dependem a atmosfera, o clima, a vegetação e a agricultura.
  9. O planejamento da gestão da água deve levar em conta a solidariedade e o consenso em razão de sua distribuição desigual sobre a Terra.
  10. A gestão da água impõe um equilíbrio entre a sua proteção e as necessidades econômica, sanitária e social.

Nossa realidade com humor.

março 23, 2010

Água e sua importância


A World Without Water from senseisoke on Vimeo.
Esse filme nos alerta do quão é valioso o acesso à água. Muitos de nós, por não sofrer na pele esta escassez, não imagina o quanto é difícil para muitas pessoas obter um pequeno balde de água limpa para a própria higiene, ou muito pior ainda se for para matar a sede. Nele também vemos o caso da menininha que é excluída das brincadeiras na escola porque é suja e cheira mal, simplesmente porque não tem água em casa para tomar banho.

Sara K.

março 21, 2010

Pinturas - Floresta da Tijuca.

Pinturas de João Barcelos

Floresta da Tijuca

 
Preocupado com a falta d’água que afetava a cidade do Rio de Janeiro, D. Pedro II mandou plantar a Floresta da Tijuca em 1861, sendo este o primeiro exemplo no Brasil, de reconstituição de cobertura vegetal com espécies nativas.
Quando a cidade começou a crescer com a chegada da família real, as florestas e matas circundantes começaram a ser devastadas para plantio, e suas madeiras eram usadas, para lenha e carvão. Com as plantações de café a coisa piorou ainda mais e até as encostas das montanhas foram devastadas. Por quatro vezes seguidas, na primeira metade do oitocentos, o Rio de Janeiro foi castigado por secas e com a devastação das matas houve um comprometimento das nascentes dos rios.

Um trabalho planejado, com a desapropriação prévia, desde 1854, de terrenos, sítios e propriedades onde estavam as nascentes, foi iniciado visando o reflorestamento com espécies nativas. Logo no primeiro ano, o administrador da floresta plantou 13.500 mudas.

Apesar da forma pouco técnica e pouco científica com que o trabalho foi realizado durante longos anos, apesar da incompreensão dos órgãos públicos que cortavam as verbas sempre, no final do século já haviam sido plantadas 90.000 árvores e havia "nascido" uma magnífica floresta que hoje emoldura e protege a cidade do Rio de Janeiro e que foi transformada neste século, em parque municipal, tornando-se num dos lugares mais visitados pela população local e pelos turistas.


Descrição:

É a maior floresta artificial do mundo, também é a maior em área urbana. Compõe-se de 3 grandes conjuntos de matas separados por eixos rodoviários que lhe permitem acesso fácil e rápido a partir dos bairros com que faz fronteira: Tijuca, Botafogo, Jardim Botânico, Gávea, São Conrado, Barra da Tijuca, Jacarepaguá, Grajaú, Vila Isabel, Rio Comprido e Laranjeiras.

Com muitos pequenos animais vivendo livremente em área de mata fechada, possui rios, quedas d'água, lagos, mirantes, pontos de parada com mesas e "play-grounds" etc..

Entre seus muitos destaques estão o Açude da Solidão, o Bom Retiro, a Capela Mayrink, a Cascata Gabriela, a Cascata Taunay (Cascatinha), o Excelsior, a Gruta Paulo e Virgínia e a Gruta Luiz Fernandes.

É uma área de lazer pela qual se pode passear a pé, de bicicleta, motocicleta ou automóvel; a observação a partir de aviões ou helicópteros é permitida, mas vôos rasantes (menos de 300 m de altura) não são permitidos em nenhum dos parques nacionais do Brasil. Escaladas e pique-niques são atividades permitidas. O ingresso de animais domésticos (cães, gatos, cavalos etc.) não é permitido.

Sendo área de proteção ambiental, não são permitidos atos que possam perturbar o sossego dos animais ou causar qualquer outro prejuízo ao meio-ambiente, como jogar detritos nas matas, usar objetos sonoros que perturbem o ambiente, coletar espécimes de qualquer natureza (animal, vegetal ou mineral), caçar ou pescar, perseguir animais, fazer fogueiras, lavar automóveis etc..

É o segundo menor parque nacional do Brasil, com área aproximada de 3300 ha (33 Km²).

Embora seja muito conhecido como Floresta da Tijuca, na verdade a Floresta da Tijuca é apenas uma das muitas partes que compõem o Parque Nacional da Tijuca.

Renata Moraes

A maior floresta do Planeta


A flora amazônica ainda é praticamente desconhecida, com um fantástico potencial de plantas utilizáveis para o paisagismo, e é constituída principalmente de plantas herbáceas de rara beleza, pertencentes às famílias das Araceæ, Heliconiaceæ, Marantaceæ, Rubiaceæ, entre outras. Essa flora herbácea, alem do aspecto ornamental, seja pela forma ou pelo colorido da inflorescência, desempenha vital função no equilíbrio do ecossistema. 

Certamente a região amazônica tem um gigantesco potencial madeireiro, de plantas utilizáveis para o paisagismo e de espécies vegetais com substâncias para uso medicinal. Mas é necessário que tais recursos sejam mantidos de forma renovável. A floresta amazônica ensina que o extrativismo indiscriminado apenas desertifica, pois ela é mantida pela camada de húmus em um solo fresco, muitas vezes arenoso. 

Portanto, é imprescindível utilizar a floresta de uma forma racional. Explorando-a, mas renovando-a com as mesmas espécies nativas; e, principalmente, preservando as regiões de santuários de flora e fauna, que muito valerão, tanto no equilíbrio ecológico, quanto no regime de chuvas e na utilização para o turismo. A Amazônica, com seus 6,5 milhões de Km2 é a maior floresta tropical do mundo. Abrangendo nove países, ocupa quase metade da América do Sul. A maior parte da floresta – 3,5 milhões de Km2 – encontra – se em território brasileiro.


Essa área, somada à da Mata Atlântica, representa 1/3 do total ocupado por floresta tropicais no planeta. Além da mata, existem na Amazônia áreas de cerrados e outras formações diversas, perfazendo um total de 5,029 milhões de Km2, conhecido como Amazônia legal. 

Na planície Amazônica destacam –se dois tipos de relevo: as várzeas, que por se estenderem ao longo dos rios estão sempre inundados, e as terras firmes, que cobrem a maior parte da planície e constituem o domínio da grande floresta.

Fonte: Colégio Web 

Mata Atlântica


 Na época do descobrimento do Brasil uma cobertura florestal contínua e muito diversificada, com bromélias, palmeira, figueiras, samambaias e jequitibás, entre outras espécies, estendia-se ao longo da costa, do Rio Grande do Sul ao Rio Grande do Norte. Somava mais de 1 milhão de quilômetros quadrados, ou 12% da superfície do país. 

Hoje, apenas 8% daquela área sobreviveu ao impacto do progresso. Existe uma lista com 76 espécies de vegetais e 133 de animais que as próximas gerações podem não conhecer.
A Floresta Atlântica é o segundo conjunto de matas especialmente expressivas na América do Sul, perdendo apenas para a Floresta Amazônica, a maior do planeta. Denominada de Floresta Pluvial Atlântica, está localizada na Serra do Mar, que faz parte do Domínio Florestal Tropical Atlântico. 

 Bromélia

Florestas , história e homens.


Houve sempre uma ligação muito estreita entre a História dos Homens e a História das Florestas desde os tempos em que a floresta, natural, densa e extensa, era o berço, o refúgio e a base alimentar do homem primitivo até aos nossos dias em que a necessidade de criar espaços para a agricultura e o pastoreio, as necessidades de madeira para a construção civil e naval e de combustível doméstico e industrial levaram o Homem a desbravar e queimar a floresta primitiva num longo processo de humanização e crescimento à custa da floresta.

As Florestas constituem um valioso recurso natural renovável gerador de múltiplos bens e serviços da maior relevância para o ambiente, para a economia e para a qualidade da vida dos cidadãos.
diversidade de bens econômicos, valores naturais e serviços ambientais que geram as florestas saudáveis e bem geridas, faz delas um importante patrimônio coletivo (mesmo quando são de posse privada) e a sua conservação, gestão e fomento dizem respeito a todos os cidadãos sem exceção.
A onipresença dos produtos florestais no nosso quotidiano - do papel aos objetos em madeira e cortiça, cada vez mais símbolos de estética e qualidade, aos que se destacam na nossa alimentação, na perfumaria, drogaria ou farmácia, mostra a importância das funções econômicas da floresta.
As suas funções ambientais contribuem de forma determinante para os equilíbrios do planeta: de espaço privilegiado de diversidade biológica e de reserva genética a fonte purificadora do ar, contribuem para a fixação de carbono e conseqüente combate ao efeito de estufa, para a regularização das águas, para a fixação, recuperação e melhoria dos solos e para a qualidade da paisagem. O seu papel no combate à desertificação, às alterações climáticas e na defesa da biodiversidade é essencial.
As suas funções ligadas ao recreio, lazer e turismo assumem importância crescente numa sociedade cada vez menos rural e mais urbana, em que os cidadãos vivem em espaços agressivos e artificiais.
As florestas constituem ainda, nomeadamente as mais antigas, um importante patrimônio cultural, pela sua história, pelo seu contributo para a paisagem, pelas árvores notáveis que aí se encontram, pelo patrimônio arqueológico que tradicionalmente lhes está associado, pela sua biodiversidade, pelo seu valor científico e pedagógico, pela sua toponímia e pelo patrimônio aí construído.
Assiste-se hoje nas sociedades mais desenvolvidas à valorização crescente das funções culturais, ambientais e recreativas das florestas.
As florestas atuais resultam de um longo processo evolutivo de milhões de anos - evolução genética e alterações climáticas - mas desde que o Homem surgiu há cerca de 1 milhão de anos foi ele o grande agente transformador da área e composição dos espaços florestais primitivos.
Desta longa e íntima co-habitação nasceram representações simbólicas, saberes e práticas, religiões e mitologia, moldaram-se paisagens e desenvolveram-se poderosas manifestações artísticas que fizeram da floresta, a par da sua dimensão econômica, social, recreativa e ambiental, um importante patrimônio histórico e cultural.

José Neiva Vieira


21 de Março - Dia Mundial da Floresta e Dia da Árvore

A comemoração oficial do Dia da Árvore teve lugar pela primeira vez no estado norte-americano do Nebraska, em 1872. John Stirling Morton conseguiu induzir toda a população a consagrar um dia no ano à plantação ordenada de diversas árvores para resolver o problema  da escassez de material lenhoso.
A Festa da Árvore rapidamente se expandiu a quase todos os países do mundo.
Em 1971 e na sequência de uma proposta da Confederação Europeia de Agricultores, que mereceu o melhor acolhimento da FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura), foi estabelecido o Dia Florestal Mundial com o objectivo de sensibilizar as populações para a importância da floresta na manutenção da vida na Terra.
Em 21 de Março de 1972 - início da Primavera no Hemisfério Norte - foi comemorado o primeiro DIA MUNDIAL DA FLORESTA em vários países.

março 18, 2010

Agrião

 Comer agrião previne o câncer. Pelo menos é o que diz o resultado de uma pesquisa feita por cientistas da Universidade de Ulster, na Irlanda do Norte. O estudo foi feito com 80 homens e mulheres, alguns deles fumantes, que consumiram 85 gramas de agrião diariamente durante dois meses.
O trabalho identifica uma propriedade deste alimento em diminuir o DNA de glóbulos brancos, considerado como um importante fator que pode gerar o desenvolvimento do câncer. O agrião poderia elevar os níveis de antioxidantes no sangue, o que auxiliariam a combater os elementos prejudiciais ao equilíbrio celular.

Monique dos Anjos

Dicas de Alimentação Saudável


 Coma goiaba como uma fonte de vitamina C
A maioria das pessoas não sabe, mas a goiaba contém mais vitamina C do que o limão. A vitamina C tem propriedades como auxiliar na produção de colágeno, melhorar a absorção de ferro, aumentar a imunidade contra doenças bacterianas e virais, entre outras. A dose diária recomendada pela OMS (Organização Mundial da Saúde), é de 60mg/dia. 
 O pão estimula a produção de serotonina, hormônio responsável pela sensação de bem estar. É bom lembrar que pão em demasia pode engordar bastante, por isso é importante comer aqueles que possuem menos calorias.  

  • Coma abundantemente cereais, frutas e vegetais. Esses alimentos são ricos em nutrientes essenciais para o organismo, não devendo faltar na sua alimentação diária.
  • Mantenha um peso saudável. O excesso de gordura no corpo aumenta os riscos de hipertensão arterial, doenças do coração, enfarte, diabetes e outras doenças. Por outro lado, a perda excessiva de peso também pode acarretar riscos à saúde, como o aparecimento de osteoporose e irregularidades menstruais, no caso das mulheres.
  • Coma regularmente. Pular refeições pode levar a um descontrole da fome, podendo resultar em uma ingestão de grandes quantidades de alimentos na próxima refeição. Procure fazer de quatro a seis refeições em intervalos de três em três horas.
  • Reduza o consumo de alimentos refinados, industrializados ou com grandes quantidades de gordura.
Com uma alimentação saudável e um estilo de vida harmonizado com a natureza, você se sentirá muito melhor e mais disposto para as grandes conquistas e as pequenas tarefas do dia-a-dia!

Flávia Morais - nutricionista.

março 17, 2010

Hora do Planeta - Divulgue

No sábado, 27 de março, entre 20h30 e 21h30 (hora de Brasília), o Brasil participa oficialmente da Hora do Planeta. Das moradias mais simples aos maiores monumentos, as luzes serão apagadas por uma hora, para mostrar aos líderes mundiais nossa preocupação com o aquecimento global.

A Hora do Planeta começou em 2007, apenas em Sidney, na Austrália. Em 2008, 371 cidades participaram. No ano passado, quando o Brasil participou pela primeira vez, o movimento superou todas as expectativas. Centenas de milhões de pessoas em mais de 4 mil cidades de 88 países apagaram as luzes. Monumentos e locais simbólicos, como a Torre Eiffel, o Coliseu e a Times Square, além do Cristo Redentor, o Congresso Nacional e outros ficaram uma hora no escuro. Além disso, artistas, atletas e apresentadores famosos ajudaram voluntariamente na campanha de mobilização. Clique aqui e veja a lista de quem já aderiu.

Em 2010, com a sua participação, vamos fazer uma Hora do Planeta ainda mais fantástica! 

Saiba o que acontece no mundo inteiro na Hora do Planeta. Clique aqui ou acesse www.earthhour.org.
 WWF-Brasil (www.wwf.org.br

março 16, 2010

Por que amar e ajudar a natureza?

Discordem de qualquer um que diz que devemos ajudar a natureza para ela continuar existindo, pois a natureza, abrangendo todos os oceanos, ecossistemas em toda biosfera é muito ampla e bem mais forte do que qualquer um de nós, por isso a natureza não precisa de ajuda, ela está presente em grandes áreas e nós vivemos dentro dela e então o objetivo é preservar a natureza para continuarmos existindo em condições agradáveis neste planeta, já que a degradação inconsciente é gerada pela população utilizando ainda como argumento que isso é necessário para o desenvolvimento dos países, trata-se de um progresso, evolução do planeta, se tornando cada vez mais tecnológico, com indústrias cada vez mais produtoras e ainda colhendo e utilizando sempre a maior quantidade dos recursos naturais, sem preocupar com impactos ambientais. Agora pergunto: para onde irá, ou quem desfrutará de todo esse progresso com alto nível tecnológico se a população humana da Terra for extinta?  
Vocês acham que as futuras gerações que irão viver em um planeta cheio de problemas irão se orgulhar de todo esse nosso horrendo progresso? Sendo ainda mais radical, para os que não se importam com as gerações futuras, mas querem pensar apenas em si mesmos, ainda assim devem se preocupar, pois podem correr o risco de nem mesmo a atual geração do século XXI desfrutar de todo esse progresso, se for mantida ou até aumentada a degradação ao meio ambiente.
(...)
E como se não bastasse, uns dos problemas mais agravantes para possível extinção humana, é a revolta da natureza, que vem sendo expandida devido ao aumento de todo esse poder que o homem julga obtê-lo. Mas quanta contradição! O aumento do poder do homem gera o aumento da incerteza da vida do mesmo. O progresso que desenvolvemos a cada passo que se amplia, agrava-se anexo ao progresso problemas que só fazem regredir a humanidade, do ponto de vista da escassez cada vez mais ampla dos recursos naturais e condições de vida cada vez piores para continuar o progresso. Tanto poder, tanto progresso, como se não bastasse toda a contradição estabelecida anteriormente que se associa a esta idéia, ainda tem mais uma contradição, em que vemos uma evolução gerando uma sociedade cada vez mais descontente.
Maurí­cio Machado ,Biólogo e ambientalista, responsável pelo projeto AMAnatureza

A rede Carrefour Brasil anunciou oficialmente hoje a intenção de eliminar até 2014, de forma gradual, o uso de sacolas plásticas tradicionais em suas lojas.



A rede Carrefour Brasil anunciou oficialmente hoje a intenção de eliminar até 2014, de forma gradual, o uso de sacolas plásticas tradicionais em suas lojas. Uma loja em Piracicaba, no interior de São Paulo, foi a primeira do Carrefour a aderir à iniciativa. Segundo a empresa, para estimular a troca das embalagens tradicionais na unidade de Piracicaba, serão distribuídas gratuitamente até o final deste mês sacolas retornáveis.


O Carrefour informou ainda que colocará à venda nas lojas outras opções de embalagens sustentáveis. Entre elas, a rede destaca uma sacola 100% biodegradável, desenvolvida em parceria com a Basf, produzida com base em uma resina especial derivada do milho, que pode se decompor em até 180 dias. Outras alternativas serão as sacolas retornáveis, com preços entre R$ 1,90 e R$ 15,00, além do oferecimento de caixas de papelão aos clientes da rede.
Segundo a Associação Brasileira de Supermercados (Abras), o consumo de sacolas plásticas tradicionais chega a 12 bilhões de unidades por ano. Em média, cada brasileiro utiliza em torno de 66 sacolas por mês. As embalagens tradicionais podem demorar até 400 anos para se decompor.
A ação do Carrefour de eliminação da utilização de sacolas plásticas tradicionais é realizada também na França, na China e na Polônia. 
RODRIGO PETRY - Agencia Estado
Um ótima notícia, parabéns ao Carrefour pela iniciativa.
Espero que outras redes sigam o exemplo.

março 15, 2010

A terra é de todos.

 Jabuti
"A TERRA NÃO PERTENCE APENAS AO SER HUMANO. ELA ESTÁ REPLETA DE SERES DAS MAIS VARIADAS ESPÉCIES.
 Araras
A Terra é habitada não somente pelo ser humano, mas também por inúmeras espécies de animais e plantas. Não se deve buscar apenas a prosperidade do gênero humano, mas permitir que animais e plantas também prosperem. Assim a própria humanidade prosperará naturalmente."
          Seicho No Ie:

 Urso Panda
Capivaras

março 14, 2010

Um interesse para com o mundo natural.

Josh Keyes nasceu em 1969 em Tacoma Washington. Keyes graduou-se na escola do instituto de arte de Chicago, e recebeu mais tarde seu AMF na pintura da Universidade de Yale. Keyes atualmente vive e trabalha em Portland Oregon. 
Veja que imagens interessantes e a mensagem que passa.  







Veja mais aqui: http://www.joshkeyes.net/paintings.htm

Pedofilia


A pedofilia, atualmente, é definida simultaneamente como doença, distúrbio psicológico e desvio sexual (ou parafilia) pela Organização Mundial de Saúde. Nos manuais de classificação dos transtornos mentais e de comportamento encontramos essa categoria diagnóstica.

Caracteriza-se pela atração sexual de adultos ou adolescentes por crianças. O simples desejo sexual, independente da realização do ato sexual , já caracteriza a pedofilia. Não é preciso, portanto que ocorram relações sexuais para haver pedofilia.O fato de ser considerada um transtorno, não reduz a necessidade de campanhas de esclarecimento visando a proteção de nossas crianças e adolescentes e nem tira a responsabilidade do pedófilo pela transgressão das barreiras geracionais.

Quais os crimes mais cometidos por pedófilos?
* Atentado violento ao pudor
Prática de atos libidinosos cometidos mediante violência ou grave ameaça. São considerados atos libidinosos aqueles que impliquem em contato da boca com o pênis, com a vagina, com os seios, com o ânus, ou a manipulação erótica destes órgãos com a mão ou dedo. Também atos que impliquem na introdução do pênis no ânus, no contato do pênis com o seio ou na masturbação mútua.
* Estupro
Constranger criança ou adolescente à conjunção carnal mediante violência ou grave ameaça.
* Pornografia Infantil
Apresentar, produzir, vender, fornecer, divulgar ou publicar, por qualquer meio de comunicação, inclusive rede mundial de computadores ou internet, fotografias, imagens com pornografia ou cenas de sexo explícito envolvendo crianças e pré-adolescentes.
Uma em cada cinco crianças que navegam pela internet é alvo de pedófilos a cada ano, denunciou hoje o secretário-geral da União Internacional de Telecomunicações (UIT), Hamadoun Touré
Três de cada quatro crianças estão dispostas a compartilhar on-line informação pessoal sobre eles mesmos e sua família, em troca de bens e serviços”.

E o abuso continua e a impunidade também.


Cerca de 200 casos de abusos sexuais e violência envolvendo institutos católicos, em quase todas as dioceses da Alemanha, foram denunciados nos últimos meses.

Fonte:  Jornale

23 de março * Dia Internacional da Água


A quantidade de água que existe na Terra não se modifica ao longo do tempo: no vaivém natural do seu ciclo, a água se transforma em vapor e este se condensa ou solidifica, voltando à superfície em forma de chuva, orvalho, neve ou mesmo granizo. As transformações da água na natureza são muitas e permanentes; porém, a quantidade total do planeta se conserva, ou seja, não aumenta nem diminui. 

A população do planeta há 50 anos atrás era de dois bilhões e meio de habitantes. Hoje somos mais de seis bilhões, ou seja, a população mundial mais que dobrou nas últimas cinco décadas, como consequência o consumo também cresce. De toda a água hoje consumida 70% é utilizada na irrigação, 20% na indústria e 10% nas residências. Com o aumento populacional também há a necessidade de se produzir mais alimentos utilizando-se assim mais água. 

  • O desmatamento interfere no ciclo hidrológico nas bacias hidrográficas, pois a floresta tem um papel vital na proteção e purificação de fontes de água doce, absorvendo poluentes antes que eles atinjam lagos e rios, e o impacto das gotas de chuvas no solo é menor, passando primeiro pelas folhas, com isso não ocorre a erosão e o solo consegue absorver água, abastecendo e mantendo os lençóis subterrâneos.

E além do desmatamento e da destruição de rios e lagos por meio da poluição doméstica e industrial, o desperdício de água também é responsável pela crise de abastecimento pela qual o país está passando. Muita água se perde porque ocorrem vazamentos nas adutoras e na rede de distribuição; além disso as pessoas não têm o hábito de reutilizar água e consomem muito mais do que o necessário. É preciso que esse recurso seja utilizado com o máximo de equilíbrio, racionalidade e senso de responsabilidade coletiva.
Com o aumento da poluição, aumenta o efeito estufa e consequentemente o provoca aumento nas temperaturas, fazendo com que água do solo necessária para manter o ciclo da água doce evapora mais rapidamente, a água de superfície também evapora mais e as geleiras perdem água mais rapidamente pelo derretimento e pela evaporação.
Com isso haverá menos proteção para a atmosfera, aumento da radiação solar, diminuição de biodiversidade, derretimento de calotas de gelo polar, submersão de vastos territórios e desertificação continental maciça. 

Fonte: Educarede


março 13, 2010

As águas cantam e as flores dançam - que linda é Mama Gaia.


Eu conheço bem a fonte
Que desce aquele monte
Ainda que seja de noite
Nessa fonte está escondida

O segredo dessa vida
Ainda que seja de noite
"Êta" fonte mais estranha,
que desce pela montanha
Ainda que seja de noite.

Sei que não podia ser mais bela
Que os céus e a terra, bebem dela
Ainda que seja de noite

Sei que são caudalosas as correntes
Que regam os céus, infernos
Regam gentes
Ainda que seja de noite
Aqui se está chamando as criaturas

Que desta água se fartam mesmo
às escuras
Ainda que seja de noite
Ainda que seja de noite...

Eu conheço bem a fonte
Que desce daquele monte
Ainda que seja de noite
Porque ainda é de noite!
No dia claro dessa noite!
Porque ainda é de noite

Composição: Raul Seixas / Paulo Coelho

Gotas de água - lindo!

março 12, 2010

Mudanças Climáticas



"O que é elegantemente chamado de "mudanças climáticas" é, na realidade, uma das mais severas
violação de Direitos Humanos que já aconteceu na história.
É um crime contra toda a Humanidade"

Há pessoas que estão morrendo, ficando sem seu lar, ou sofrendo pela fome e a subnutrição em decorrência das mudanças nos padrões climáticos. Países inteiros -em particular os pequenos estados-ilhas- vêm testemunhando os impactos do aumento do nível do mar que pode fazer com que eles desapareçam sob a água em um período de poucos anos. As pessoas que vivem em áreas baixas próximas dos oceanos estão enfrentando a mesma ameaça. As comunidades que vivem em áreas montanhosas estão testemunhando o derretimento do gelo e da neve que garante seu suprimento de água e suas atividades produtivas ao longo do ano.


Fonte : Ecodebates.

Desinfetantes deixam bactérias mais fortes.


Produtos químicos usados para matar bactérias podem estar fazendo o contrário, deixando os microrganismos ainda mais resistentes. A afirmação é de um estudo publicado na edição de outubro da revista Microbiology.
Segundo a pesquisa, pequenos níveis dessas substâncias, chamadas biocidas, podem fazer com que a potencialmente letal bactéria Staphylococcus aureus se torne mais resistente à ação de antibióticos.
Biocidas são usados em desinfetantes e antissépticos para eliminar micróbios. São comumente empregados na limpeza doméstica, em hospitais, na esterilização de equipamentos médicos e na descontaminação da pele antes de cirurgias.
A pesquisa destaca que se tais produtos forem usados em níveis corretos eles matam bactérias e outros microrganismos. Entretanto, se níveis inferiores aos indicados forem utilizados, os micróbios podem sobreviver, tornando-se resistentes à aplicação.
“Bactérias como o Staphylococcus aureus produzem proteínas capazes de retirar substâncias químicas tóxicas da célula, de modo a interferir com seus efeitos antibactericidas. É um processo que remove antibióticos da célula e torna as bactérias mais resistentes a essas substâncias”, disse Glenn Kaatz, do Centro Médico do Departamento de Assuntos de Veteranos nos Estados Unidos.
Os pesquisadores expuseram amostras de S. aureus retiradas do sangue de pacientes a baixas concentrações de diversos biocidas usados freqüentemente em hospitais. Ao analisar o efeito da exposição, identificaram a produção de mutantes das bactérias com a chamada bomba de efluxo mais desenvolvida, ou seja, com maior fluxo de remoção de toxinas do que o normal.
Segundo eles, se bactérias que vivem em ambientes protegidos são expostas repetidamente a biocidas, por exemplo, durante a atividade de limpeza, elas podem desenvolver resistência a desinfetantes ou, em outros casos, a antibióticos. Estudos anteriores apontaram que tais bactérias contribuem para infecções hospitalares.
“Estamos tentando desenvolver inibidores de bombas de efluxo. Inibidores eficientes poderão reduzir a probabilidade da emergência de novos mecanismos de resistência nas bactérias. Infelizmente os métodos atuais não funcionam eficientemente com uma ampla gama de patógenos, o que não os torna ideais para prevenir a resistência”, disse Kaatz.
“Uma boa alternativa no futuro será a combinação de um inibidor de bomba de efluxo com um agente antimicrobiano, o que reduzirá a emergência de linhagens resistentes e seu impacto clínico”, apontou.
O pesquisador destaca a importância do uso cuidadoso e adequado tanto de antibióticos como de biocidas que ainda não são reconhecidos pelas bombas de efluxo produzidas pelas bactérias.
O artigo Multidrug efflux pump overexpression in Staphylococcus aureus after single and multiple in vitro exposures to biocides and dyes, de Glenn Kaatz e outros, pode ser lido por assinantes da Microbiology em http://mic.sgmjournals.org.

Aves do Brasil

 

Habitat: Florestas.Alimentação: Artrópodes. Arthropods.
Tamanho: 15cm.
Nome científico: Tolmomyias sulphurescens.
 
Habitat: Campos, cerrados e plantações, quase sempre próximo à água, em áreas pantanosas e margens de rios e lagos. Grasslands, savannas e cultivations,often near water, in swampy areas and river banks and lakes.
Alimentação: Sementes. Seeds.
Tamanho: 12,5cm.
Nome científico: Sporophila leucoptera.
 
Habitat: Campos e caatingas. Grasslands and arid scrublands. 
Alimentação: Sementes. Seeds. 
Nome científico: Sicalis flaveola.
Fotos de Ubirajara Nogueira

Você pode se interessar...

Related Posts with Thumbnails